DESCONTO HOSPEDAGEM AIRBNB CUPOM

AIRBNB: COMO FUNCIONA, DESVANTAGENS E DESCONTO!
 Airbnb funciona e é confiável, porém precisa saber escolher bem os quartos para não cair em cilada! Veja como encontrar a casa ideal de férias, as vantagens e desvantagens do Airbnb e ganhe desconto na sua primeira hospedagem! 

Como funciona Airbnb

O Airbnb é um site que oferece diversos tipos de hospedagens em todo o mundo e atua como um intermediário entre locatário e locador. Dessa forma, se você tiver algum problema durante a sua estadia, terá que resolver diretamente com quem te alugou o quarto. O Airbnb não se responsabiliza por nada. Sabendo disso, veja o que observar antes de alugar qualquer quarto no Airbnb.

Pontuação do anúncio

Observe quantas estrelas possui cada quarto ou casa, leia todos os comentários para saber se o anúncio condiz com a realidade, como: distância até ponto de ônibus ou metrô, personalidade de quem aluga, estado da casa, barulhos, limpeza.

Seguindo todas essas informações você 

terá uma ótima hospedagem, inclusive o 

AIRBNB possui o sistema de compra 

protegida que libera o seu pagamento 

após a sua estadia apenas.

Como Justificar Voto Fora Do País

Os cidadãos brasileiros maiores de 18 anos residentes no exterior também devem cumprir suas obrigações eleitorais (alistamento e voto, por exemplo). Estas, no entanto, são facultativas para os maiores de 16 e menores de 18 anos, para os maiores de 70 anos e para os analfabetos.


Ao que possui domicílio eleitoral no exterior (Zona ZZ), o exercício do voto é exigido apenas nas eleições para presidente e vice-presidente da República. Caso esteja ausente do seu domicílio eleitoral no dia da eleição ou impedido de comparecer ao local de votação, deverá justificar sua falta, mediante requerimento dirigido ao juiz da Zona Eleitoral do Exterior, a ser entregue à repartição consular ou à missão diplomática ou enviado pelos Correios (vide Serviços eleitorais no exterior/Justificativa eleitoral).
Aqueles que, embora residindo no exterior, mantenham seu domicílio eleitoral em município brasileiro continuam obrigados a votar em todas as eleições, devendo, portanto, justificar suas ausências às urnas enquanto estiverem fora do país (vide Serviços eleitorais no exterior/Justificativa eleitoral).
O eleitor pode justificar as ausências às eleições tantas vezes quantas forem necessárias, mas deve estar atento a eventual revisão do eleitorado no município onde for inscrito, pois, se não atender ao chamado da Justiça Eleitoral para esse fim, poderá ter seu título cancelado.
Cada ausência não justificada gera um débito com a Justiça Eleitoral e, enquanto não regularizada a situação, o eleitor estará sujeito a uma série de restrições (vide Serviços eleitorais no exterior/Justificativa eleitoral - Consequências para quem não justificar), como a impossibilidade de obter a certidão de quitação eleitoral, ainda que o título esteja em situação "regular" (o eleitor pode estar apto para o exercício do voto, mas não estar quite com a Justiça Eleitoral).
Completadas três ausências consecutivas não justificadas e não quitadas as respectivas multas, o título será cancelado e, após seis anos, excluído do cadastro eleitoral (cada turno é considerado uma eleição).
A votação fora do território nacional é organizada pelo Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal, com o apoio dos consulados ou das missões diplomáticas em cada país.
O Código Eleitoral prevê como condição para a criação de mesas de votação no exterior o número mínimo de 30 eleitores. As missões diplomáticas ou repartições consulares comunicarão, aos eleitores votantes no exterior, o horário e o local da votação.
As seções eleitorais para o primeiro e o segundo turnos de votação funcionarão nas sedes das embaixadas, em repartições consulares ou em locais em que existam serviços do governo brasileiro. Excepcionalmente, o Tribunal Superior Eleitoral poderá autorizar a abertura de seção eleitoral fora desses locais.
Somente será admitido a votar o eleitor cujo nome conste do caderno de votação da seção eleitoral.
Em anos eleitorais, os serviços eleitorais (inscrição, transferência e revisão - atualização de dados pessoais e/ou endereço/mudança de domicílio eleitoral) somente poderão ser requeridos até 151 dias antes da data da eleição, pois ao término desse prazo o cadastro será fechado.
Se, durante esse período, houver necessidade de comprovar a regularidade da situação eleitoral, o interessado deve entrar em contato com o cartório da Zona Eleitoral do Exterior (vinculada ao Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal) ou com o cartório eleitoral em que estiver inscrito (endereço disponível na página do Tribunal Regional Eleitoral do respectivo estado).
O serviço eleitoral Segunda via do título de eleitor pode ser requerido a qualquer tempo, até 10 dias antes da eleição.
O eleitor que necessite comprovar a quitação com a Justiça Eleitoral poderá emitir, pela Internet, a certidão de quitação eleitoral, desde que sua inscrição esteja regular e que não haja pendências relativas ao exercício do voto ou à justificativa de eventuais ausências a eleições e à prestação de serviços eleitorais, quando convocado, ou ainda quanto à prestação de contas de campanha eleitoral ou multas aplicadas em caráter definitivo e não pagas.
O Cartório Eleitoral do Exterior situa-se na SHIS QI 13, Lote I, Lago Sul - Telefone: (+55) (0xx61) 2196-6147/6157.
Veja os endereços das representações diplomáticas brasileiras no exterior:

Dentista Na Irlanda

Para os que ainda não desembarcaram por aqui, explico: os valores de Dentista Na Irlanda cobrados pelas clínicas costumam ser tão altos que algumas pessoas preferem VIAJAR para Portugal ou Belfast em busca de tratamentos dentários. Se compensa mais pagar passagens de avião e estadia do que fazer o serviço em seu próprio país, é bom rezar para não precisar. 

 Assim que pisei no consultório, a primeira pergunta depois do usual “How are you?” foi “Por que você veio de aparelho para a Irlanda?”.  Depois de uma olhadela na minha situação, veio o veredicto com duas possibilidades: canal (€450) ou extração (€150), mas antes de iniciar qualquer um dos procedimentos seria preciso tirar o aparelho.

Cliente entra de cavalo em um supermercado na Irlanda

Cliente entra de cavalo em um supermercado em Galway da rede Tesco em Ballinasloe, no condado de Galway (Irlanda), na última sexta-feira (30/09).
Uma imagem registrando o fato inusitado por postado por uma testemunha no site de compartilhamento de fotos Reddit:
    (Um cliente nada convencional | Reprodução/Reddit)

De acordo com o "Daily Edge", Ballinasloe está sediando até quarta-feira (5/10) uma feira de cavalos. Acredita-se que o incidente no supermercado possa ter relação com o evento.

Cartão Pré Pago Internacional

Está de Malas prontas e precisa levar dinheiro, mais ainda não tem o seu Cartão Pré Pago Internacional?   
Nesse artigo iremos falar exclusivamente do cartão Pré-Pago virtual EBANX Dollar Card um cartão bastante utilizado por pessoas que precisam viajar e levar dinheiro no em cartão por segurança e adoram comprar tanto em sites brasileiro quanto em sites internacionais, mas pode ser que algumas pessoas não saibam como esse funciona, veja a segui como funciona, como adquiri e como ganhar dinheiro promovendo esse cartão.


O que é e como funciona o EBANX Dollar Card?

Não é diferente dos outros cartões Pré-Pagos, a diferença que ele além de ser uma cartão Pré-pago, é também Internacional isso permite que você faça compras também em sites internacionais pagando em sua moeda local, que no caso do Brasil é o Real, ele também é Virtual, isso quer dizer que você não terá ele fisicamente mas terá todas a funcionalidades de um cartão físico. Você também poderá acompanhar todas suas transações financeiras pelo site ou pelo App.

Algumas vantagens

  1. Atendimento via chat sempre disponível;
  2. Acompanhe status de seus pagamento;
  3. Pagamento de boleto com confirmação imediata(Pagar com saldo);
  4. Você receberá reembolsos de compras em site internacional não entregue na data prometida;
  5. Recarregue seu cartão com boleto ou transferência bancárias com IOF de 0,38% e tenha salto em dólar e muito mais.

 Você pode está solicitando seu EBANX Dollar Card clicando aqui

Trabalho Na Irlanda Para Brasileiros 2016

Trabalho Na Irlanda Para Brasileiros 2016 agora que as férias acabaram e a realidade bate à porta, provavelmente você já deve estar de volta à tão famosa caça ao emprego! E, quando se está em outro país, além das preocupações gerais, surge também aquela pulga atrás da orelha, além de algumas perguntas: “Quais “skills” as empresas estão procurando?”, “Que tipo de candidato eles querem e em que posso me especializar para ter uma maior chance no mercado”?, “Será que o que eu faço está em alta na Irlanda?”.


Essas são apenas as questões principais! E sabe quem acabou de respondê-las? O LinkedIn! Eles acabaram de lançar um report com uma análise realizada sobre os recrutamentos de 2015, e sobre as 25 skills (qualificações) que continuarão em alta na Irlanda em 2016.  Através desse estudo, podemos ter uma ideia clara dos trends da Irlanda e qual a direção que o país está indo, quando o assunto é a busca por profissionais qualificados. Sendo assim, se você está de olho no mercado profissional irlandês, deve prestar a atenção na lista abaixo!



O que mais diz o LinkedIn?

1 – Hello Cloud

Brasileiros de TI que estão pensando em vir para a Irlanda e gostariam de conseguir um emprego aqui, fiquem atentos, pois setores como o de TI e Cloud Computing, que bombaram em 2015, continuam promessas fortes para 2016. É muito comum as empresas estabelecidas na Irlanda investirem em profissionais estrangeiros, incluindo e arcando com o processo do visto de trabalho.

Já os que estão pensando em fazer cursos específicos para entrar nesse mercado, aqui vai um link onde poderão achar muitos cursos onlines feitos e direcionados para essas qualificações.

2 – SEO e Digital Marketing

A Irlanda é um pólo industrial para marketing digital, pois além das empresas terem incentivos fiscais do governo, elas conseguem suprir o recrutamento de candidatos multilingues. Muitos gigantes online, como Yahoo, Facebook, Google e Twitter possuem seus Headquarters aqui na Irlanda. Porém, apesar da área estar super em alta, as empresas não tem muito interesse em absorver profissionais não-europeus, uma vez que existem muitos europeus na Irlanda com experiência nessa área. Ou seja, impossível não é, mas as possibilidades são menores.

3 – Recruiting

Com o aumento das vagas no mercado de trabalho, as empresas precisam de recrutadores – Eu que diga =)!

Há muitas vagas para recruiter e recruitment consultant em agências de recrutamento, inclusive espaço para não-europeus como nós, brasileiros. No entanto, para abraçar essas vagas leva vantagem os que possuem cidadania europeia. Conseguir green card para esse setor é pouco provável, então se você já possui os requisitos que te possibilitem trabalhar full-time, suas possibilidades aumentam.

E uma dica! O setor de RH e recrutamento aqui na Irlanda são tratados como áreas totalmente diferentes. Por isso, se você é especialista em RH vale ressaltar que não estamos falando da mesma coisa. O RH é uma área de difícil penetração, já que o seu inglês tem que ser impecável, além das empresas darem prioridades a profissionais provenientes de cursos como o Employment Law irlandês.

Para conhecer um pouco mais dessa área no país, vale visitar o CIPD.ie

Bom, resumidamente é isso. Esses dados são vitais para quem está se preparando para o mercado profissional irlandês. Vale lembrar sempre, que possuir um certificado de um curso local aumenta as perspectivas para os profissionais estrangeiros. Então, se você quer ir muito além do curso de inglês ou gostaria de ficar na Irlanda por mais tempo, compensa muito cogitar fazer um curso rápido de especialização, como FETAC e HETAC. Para pesquisar alguns dos cursos disponíveis, o Jobs.ieQualifax e Findacourse são alguns sites interessantes.

Ficou com vontade de fazer intercâmbio e trabalhar no exterior? Comente


Irlanda Dublin Custo De Vida

Está pensando em fazer um intercâmbio para a Europa, mas não sabe onde ficar de modo a gastar o menos possível? Que tal ficar em Dublin, na Irlanda e ainda poder visitar alguns países como Inglaterra e Alemanha?
 


Tópico importantes

Qual o motivo de ir à Irlanda?

Pois é isso mesmo. Dublin é a cidade preferida dos intercambistas e tem sido a escolha de muitos brasileiros, pois o custo de vida não é tão alto quanto Londres, por exemplo, e você ainda pode conhecer muitos lugares históricos do país além de treinar seu inglês. As paisagens da Irlanda são maravilhosas, e não é por acaso que ela é conhecida como a Ilha de Esmeralda.

Se pensa em sair desse ambiente urbano das grandes cidades, mas ainda fazer parte delas a Irlanda é o lugar perfeito, pois seus lugares aparentemente inóspitos escondem muita beleza. Por exemplo, o Condado de Claire e o Anel de Kerry são dois lugares para visitar e deixar gravado para sempre na memória. A fábrica Guiness é um ponto turístico a se visitar e também o Museu de Escritores de Dublin se você é apaixonado por palavras e gostaria de se inspirar um pouco. O parque Saint Stephen’s Green é um ótimo lugar para passar a tarde de domingo, por exemplo, calmo e belo você pode fazer um piquenique, que tal?

A Irlanda também é conhecida pela música. Responsável por influenciar grandes nomes como U2 e Van Morrison a música no país é muito prestigiada. O Saint Patrick’s Day apesar de não ser um evento exclusivamente musical é uma boa escolha se você está procurando uma distração muito divertida ao mesmo tempo que conhece a cultura irlandesa.

Não dá para falar de Irlanda sem falar dos Celtas, não é? Se você é fã de mitologia Nórdica e da cultura Celta a Irlanda foi feita para você. Poesia e Prosa irão fazer você se apaixonar ainda mais pelo país e pela cultura Celta, pois os nativos não perdem tempo quando o assunto é esse. A literatura é uma importante característica do país, e de fato, James Joyce não é exatamente um nome desconhecido, então que tal conhecer o país do famoso escritor? Além disso, as bibliotecas em Dublin são famosíssimas e se você é fã de livros precisa conhecer pelo menos uma.

Posso trabalhar na Irlanda?


 Não é difícil encontrar emprego quando se tem um visto de estudante no país e o pagamento, em geral, vale a pena. Você pode trabalhar de várias formas, porém, o mais comum é como atendente de balcão ou garçom/garçonete, no entanto, isso não quer dizer que você não poderá fazer outras coisas. Tudo depende de você, é claro, mas os nativos são bem hospitaleiros e não será difícil fazer amizades. Os bares e restaurantes são uma boa alternativa, além disso, se você está indo para lá através de uma empresa de intercâmbio e por acaso está fazendo um curso de inglês, é claro que irá encontrar grandes amigos na sala de aula. Como mencionado, o custo de vida não costuma ser muito alto, logo, você pode guardar dinheiro e comprar uma passagem para Inglaterra, Alemanha e França e visitar outros lugares no final de semana.


Principais Pontos Turisticos Da Irlanda

Principais Pontos Turisticos Da Irlanda, Dublin não é conhecida como uma cidade de pontos turísticos. Há muito o que fazer por aqui, mas não adianta seguir um guia enquanto mira a câmera fotográfica para lá e para cá esperando por aquela imagem icônica. Dublin é feita de detalhes. É uma cidade de charme. De literatura. De levedura. De história. Por isso, os principais pontos turísticos de Dublin estão ligados às origens e revoluções dessa terra poética, a Irlanda, e não a grandes grupos de entretenimento.

8 pontos turísticos de Dublin

Veja a seguir alguns dos principais pontos turísticos de Dublin. 
O'Connell Street e a Spire em Dublin

Spire e O’Connell Street

The Spire é a maior escultura da Europa. Trata-se de uma lança metálica que pode ser avistada de muito, muito longe. Ela fica na O’Connel Street, uma rua que também pode ser considerada uma atração da cidade. Além da Spire, por aqui você encontra uma estátua do James Joyce (neste ponto aqui), a O’Connel Bridge, prédios históricos, pubs instigantes e muito mais. 

Pub Temple Bar em DublinTemple Bar

Essa região de Dublin pode ser considerada um ponto turístico, já que reúne dezenas de pubs muito bacanas. E os pubs aqui são diferentes do que no resto da Europa. Basta entrar em um para perceber uma movimentação mais animada, uma música mais faceira e, antes que você se dê conta, gente cantando junto com a banda, entre um pint e outro de Guinness. 
Fábrica da Guinness

Fábrica da Guinness

A Fábrica da Guinness, na verdade a Guinness Storagehouse, é um tour pelo processo de fabricação da melhor cerveja do planeta. Se você ainda não ama essa stout, sairá dessa experiência apaixonado. Além de conhecer todos os detalhes da produção, você vai aprender como servir o chope da Guinness e ganhará uma pint de brinde ao fim do passeio. Cheers. 

Grafton Street em DublinGrafton Street

A Grafton Street é mais do que um ponto turístico – é uma rua turística. Aqui você pode fazer compras em lojas de várias marcas, ver artistas de rua em performances inspiradas e escolher algum dos restaurantes e pubs para completar o passeio. 
Kilmainham Gaol, prisão de Dublin

Kilmainham Gaol

Kilmainham Gaol é a maior e mais antiga prisão desocupada do mundo. Aqui você fará um tour macabro pela história dos principais crimes de Dublin. E aí, vai encarar? 

Trinity College de DublinTrinity College

A Trinity College é uma joia cultural de Dublin. Trata-se da mais antiga universidade da Irlanda, fundada em 1592. Ela abriga uma das mais famosas bibliotecas do mundo, a Old Library, que possui o Book of Kells, manuscrito do século 9. 
Catedral de St Patrick em Dublin

Catedral de St. Patrick

A Catedral de St. Patrick é a maior igreja de Dublin e foi construída em 1192. Apesar da idade avançada, ela é mais “jovem” do que a Catedral de Christ Church. 
Catedral de Christ Church de Dublin, a Catedral da Santíssima Trindade

Catedral Christ Church

A Christ Church Cathedral foi fundada em 1028. Sim, ela está quase chegando aos 1 mil anos. Localiza-se no coração da Dublin Medieval e impressiona mesmo à distância. 
E aí, curtiu conhecer alguns dos principais pontos turísticos de Dublin? Quais deles já estão no roteiro? Comente.

Onde Fica Dublin

Onde Fica Dublin ? Dublin em língua portuguesa,  (em inglês Dublin [ˈdʌblən], localmente: em irlandês Baile Átha Cliath , ou Áth Cliath ) é a capital e maior cidade da Irlanda. O nome em inglês deriva da palavra irlandesa "Dubhlinn" (ocasionalmente também grafada Duibhlinn ou Dubh Linn), que significa "Lago Negro". Localiza-se na província de Leinster próxima ao ponto mediano da costa leste da Irlanda, sendo cortada pelo Rio Liffey e o centro da região de Dublin. Desde 1898 possui nível administrativo de condado (county-boroughs). Seus limites são os condados de Fingal a norte, Dublin meridional a sudoeste e Dun Laoghaire-Rathdown a sudeste. Tem uma população de 527.612 habitantes na cidade, e sua área metropolitana tem 1.804.156 habitantes.

Fundada como um assentamento viquingue, foi o centro do Reino de Dublin e se tornou a principal cidade da Ilha após a invasão dos Normandos. A cidade cresceu de maneira rápida durante o século XVII; se tornou na época a segunda maior cidade do Império Britânico e a quinta maior da Europa. Dublin entrou em um período de estagnação após o Ato de União de 1800, mas continuou o centro econômico da Ilha. Após a Partição da Irlanda em 1922, virou a capital do Estado Livre Irlandês, e mais tarde, da República da Irlanda.

Dublin é reconhecida como uma cidade global, com um ranking "Alpha-", colocando a cidade entre as 30 mais globalizadas do mundo. Atualmente é o principal centro histórico, cultural, econômico, industrial e educacional da Irlanda.

Futebol Gaélico

O futebol gaélico é também conhecido como futebol irlandês. Trata-se de um desporto muito popular na Irlanda, apresentando características comuns com o futebol tradicional, misturando também características semelhantes às do rugby. Apesar da grande popularidade que possui na Irlanda, trata-se de um desporto amador. Desde treinadores a jogadores, ninguém pode receber qualquer pagamento na prática deste desporto.

O campo onde se desenrolam as partidas possui entre 130 a 145 metros de comprimento, e 80 a 90 metros de largura.



Uma partida é disputada entre duas equipas, cada uma das equipas tem 15 jogadores titulares, tendo ainda até 15 jogadores suplentes. O objetivo das equipas é fazer a bola entrar na baliza adversária, baliza essa que é uma mistura de baliza de futebol com a do rugby. A forma das equipas pontuarem durante a partida pode ser de duas formas: introduzindo a bola dentro da parte da baliza que é equivalente à baliza do nosso futebol, marcando assim um golo que vale 3 pontos; a outra forma é fazer a bola passar por entre as duas barras verticais, como a baliza do rugby, valendo 1 ponto. Essa baliza que mistura a do futebol com a do rugby tem a forma de “H”. A parte de baixo dessa baliza em forma de “H”, é aquela que é equivalente à baliza do futebol tradicional, possuindo uma rede e sendo defendida por um guarda-redes.

Geralmente uma partida de futebol gaélico tem a duração de 60 minutos, divididos em duas partes de 30 minutos cada. Em alguns casos a duração de uma partida de futebol gaélico é de 70 minutos. Em caso de empate pode ser realizado novo jogo, ou então um prolongamento de 20 minutos, divididos em duas partes de 10 minutos cada uma.

A bola utilizada num jogo de futebol gaélico é de couro, tal como no futebol tradicional, porém apresenta algumas semelhanças com a bola de volei.

A bola pode ser jogada com os pés e com as mãos, dentro de regras bem definidas, que não vamos aqui entrar em pormenores. Para se ter uma ideia de como funciona este desporto, apresentamos de seguida um vídeo com excertos de partidas de futebol gaélico.

Hurling Irlanda

Hurling Irlanda 

Ir ao estádio por aqui é uma coisa muito tranquila, sendo uma prática comum entre famílias, incluindo crianças. Os torcedores sentam lado a lado nas arquibancadas e a rivalidade fica dentro do jogo, portanto se você é fã de esportes ou tem curiosidade em conhecer um pouco mais sobre a cultura irlandesa, recomendo que assista a algum esporte irlandês por aqui.

 


Hoje os esportes irlandeses são administrados pela Gaelic Athletic Association – GAA – uma organização voluntária fundada em 1884 com o intuíto de promover a cultura e identidade irlandesa através dos esportes nativos da Irlanda, incluindo o Hurling.

O Hurling é um jogo de origem celta bem rápido e ágil, que remete um pouco ao Hockey ou Lacrosse. Dizem que é jogado há mais de 3.000 anos e também há uma versão feminina dele, chamada Camogie.

Ele é jogado de modo amador por toda a Irlanda, ou seja, muito embora existam times oficiais tanto de Hurling como de Futebol Gaélico e Handball, todos os jogadores tem um outro trabalho além do esporte.

 O jogo ocorre em dois tempos de 35 minutos e há um intervalo de 15 minutos no meio.
Os times são compostos por 15 jogadores no campo (1 no gol, 6 na defesa, 2 no meio-campo e 6 no ataque) e o objetivo é até simples – fazer pontos no time adversário. A parte complicada é que tem de se usar um bastão, chamado Hurley, para levar a Slither  (bolinha) até as traves adversárias e marcar os pontos.
Como a trave tem forma de “H” a pontuação é feita de dois modos: 1) Gol, que vale 3 pontos e 2) se a Slither  passar pelas traves estendidas acima do gol, valendo 1 ponto.



Algumas regras do Hurling incluem:
*   Pode se segurar a Slither  com a mão, mas não se pode andar mais de 4 passos com ela.
*   A Slither  pode ser rebatida com a mão aberta (como um tapa) ou chutada.
*   A Slither  não pode ser pega diretamente do chão com as mãos, para isto, deve-se usar o Hurley.
*   Uma vez que a Slither  estiver equilibrada no Hurley você pode dar quantos passos quiser, inclusive atravessar o campo, se conseguir.

De modo geral o jogo é super dinâmico e rápido e dependendo de onde você está no estádio você pode precisar da ajuda de um telão para ver onde a Slither  está.




Rugby Irlanda

Rugby Irlanda


A Seleção Irlandesa de Rugby Union é a equipe de rugby union que representa toda a Ilha da Irlanda, o que a faz incluir tanto a República da Irlanda quanto a Irlanda do Norte. O rugby union é um dos esportes mais populares na ilha.


A Irlanda compete anualmente na Copa das Seis Nações (onde já ganhou 20 vezes e dividiu o título outras oito) e na Copa do Mundo de Rugby Union a cada quatro anos. Os irlandeses também compõem um quarto da equipe Leões Britânicos e Irlandeses (British and Irish Lions).

Historicamente, a Irlanda é uma das mais fracas seleções a formar o topo do rugby union, com somente dois grand slam em 1948 e em 2009. Entretanto, o rugby union irlandês é amplamente conhecido por ter feito a transição para o profissionalismo com mais sucesso entre as outras seleções.

Em junho de 2006, após os amistosos (tests), a Irlanda ficou em quinto lugar no ranking da Confederação Internacional de Rugby Union (IRB), à frente da Inglaterra, e atrás dos neozelandeses, dos franceses, sul-africanos e dos australianos. 

Irlandesas

5 delícias irlandesas que você deveria experimentar

1 – Irish Breakfast

Ah, já vamos começar o dia no melhor estilo, certo? Cogumelo, fatias de bacon, salsichas, ovos fritos,white pudding (linguiça de porco) ou black pudding (linguiça de sangue), torradas e tomate frito, além, é claro, do famoso feijão doce! E tudo acompanhado de um delicioso chá ou café (mas há os que prefiram uma boa pint de Guinness!). Super fitness! rs Mas fique tranquilo, apesar de ser o tradicional, ele não é consumido todos os dias. Alguns irlandeses também dizem que a refeição é um ótimo remédio pra curar uma ressaca!

2 – Chá com leite e Irish Coffee

Por falar em chá ou café de acompanhamento, já tomou o chá irlandês, que puxou muito das tradições inglesas e é tomado com leite? E o Irish Coffee? Cafezinho bááásico com uísque irlandês, açúcar e chantilly. Já encarou? É quase que uma obrigação experimentar! 

3 – Irish stew

Na tradução básica… o ensopado irlandês! Tradicionalmente feito com carne de carneiro, o Irish Stew cozinha durante horas a carne com cebolas, batatas, cenouras, couve-branca, alho-poró e aipo. Tudo isso temperado com ervas (tomilho, salsa, folhas de louro). Perfeito para um dia frio, viu?!


4 – Soda bread


Bom, assim como quase todo país tem sua maneira de fazer pão, a Irlanda não fica de fora. Os ingredientes básicos são bicarbonato de sódio, leite e farinha (não leva fermento). Alguns preferem incluir um toque doce com uma colher de mel, açúcar ou frutas secas, enquanto outros preferem sementes, farelo, aveia polvilhada ou até a famosa Guinness para dar um toque especial. Sendo ao gosto de quem está cozinhando, o Irish Soda Bread persiste durante os anos como um dos alimentos mais tradicionais do país.

5 – Irish Boxty



Nossas amadas batatas não poderiam ficar de fora dessa pequena lista irlandesa, não é mesmo? O Boxty ou Potato Cake é muito parecido com a nossa panqueca. Ele pode ser doce ou salgado, mas o que não muda é que as duas versões são basicamente feitas com batatas raladas, purê de batatas, farinha e ovos, sendo na maioria dos casos, frito. Uma opção legal se quiser experimentar algo típico durante seu intercâmbio na Irlanda.